Controle financeiro para empresas: saiba como fazer

Como fazer controle financeiro para empresas pequenas e grandes
Até mesmo as pequenas empresas devem implantar o controle financeiro. Imagem de William Iven

O controle financeiro para empresas é um dos pilares para o sucesso de qualquer negócio. Mesmo nas pequenas empresas, onde geralmente o proprietário está sempre presente e participa de todas as atividades, devem ser aplicadas técnicas de controle financeiro, pois elas são fundamentais para que a organização se mantenha competitiva dentro do mercado que atua.

Alguns hábitos precisam ser mudados para que exista esse total controle. Além de adotar medidas estratégicas, que permitirão uma real visão da situação financeira da empresa.

Se você não sabe como fazer o controle financeiro para empresas, continue acompanhando esse artigo. Reunimos algumas dicas para te ajudar nessa função. Boa leitura!

Dicas para começar o controle financeiro para empresas

Como já mencionamos acima, algumas estratégias e mudanças de hábitos são fundamentais para a implantação do controle financeiro para empresas. Veja as dicas que preparamos para você conseguir ter o total domínio nessa área:

1 – Organize suas despesas e receitas

Para que o controle financeiro para empresas seja eficiente, o primeiro passo é ter a total consciência da situação financeira em que a empresa se encontra. Para isso, localize todas as despesas e receitas que estão em aberto.

Nas pequenas empresas, é comum que somente o proprietário tenha acesso à despesas como conta de fornecimento de energia elétrica, água, aluguel, pagamento de funcionários, pagamento de fornecedores, dentre outras. Será necessário mudar isto.

Com a implantação do controle financeiro, defina como regra que todas as despesas que chegarem devem passar primeiro pela pessoa encarregada de alimentar este controle, e somente podem ser pagas se estiverem registradas corretamente. Dessa forma, você garante que nenhuma despesa será esquecida.

2 – Defina onde será feito o controle financeiro

Você pode até fazer o controle financeiro para empresas utilizando planilhas de Excel ou mesmo papel e caneta, mas saiba que exigirá muito mais tempo e você não terá a mesma segurança que um sistema de gestão pode oferecer.

Por isso, é importante escolher um sistema de gestão prático, que facilite seus lançamentos e tenha opção para lançar automaticamente despesas recorrentes, como as mensalidades.

O sistema de gestão também deve ser seguro, não permitindo que uma conta à receber possa ser removida sem registrar este recebimento. Isso evita que funcionários mal intencionados possam fraudar o controle financeiro.

3 – Faça a separação da pessoa física e jurídica

O maior erro dos empresários é confundir ou unificar suas contas pessoais e jurídicas. Dessa forma, fica quase impossível prever como serão os resultados financeiros da sua organização. Afinal, o fluxo de caixa corporativo pode sofrer uma influência negativa dos gastos pessoais do empresário.

Portanto, separe as contas pessoais e jurídicas para não perder o controle financeiro. Ao fazer essa separação, controle os gastos do cartão de crédito pessoal e empresarial. Nunca misture os dois para que não ocorra um desfalque em seu caixa.

4 – Evite os empréstimos

Eles podem até facilitar no momento, mas depois podem causar uma imensa dor de cabeça.

Os empréstimos são a pior maneira de você lidar com despesas operacionais, como a folha de pagamento da sua organização. Isso porque os juros das prestações dos empréstimos vão consumir o seu lucro.

Por isso, mantenha o seu planejamento financeiro dentro das suas próprias condições, ou seja, que permita que você arque com as despesas sem precisar recorrer a empréstimos e perder todo o controle financeiro da sua instituição.

5 – Negocie os prazos com fornecedores e clientes

Seus fornecedores devem ser aliados do seu empreendimento. Portanto, o relacionamento de vocês deve ser amigável, dando abertura para que exista negociações. Inclusive de prazos. Essa é uma forma de manter o seu caixa positivo quando você ainda não tiver recebido dos seus clientes.

Da mesma maneira, tenha cuidado com o prazo que você concede nas vendas aos seus clientes. Se você permite que os clientes parcelem as vendas em prazos extensos, lembre-se que provavelmente você terá que pagar essa mercadoria para o fornecedor antes deste prazo, o que exigirá que você tenha mais recursos financeiros para honrar seus compromissos.

Por isso, negocie prazos para que você mantenha o seu caixa saudável.

6 – Gerencie o Fluxo de Caixa

A ferramenta mais importante no controle financeiro para empresas é o relatório de Fluxo de Caixa.

Este relatório lista as despesas e receitas dia após dia, de forma que você possa prever se haverá falta de capital em determinada data. Assim você evita sustos, e se organiza melhor para honrar seus compromissos.

O uso de um bom sistema de gestão financeira pode lhe ajudar a gerar o relatório de Fluxo de Caixa facilmente.

Como fazer Fluxo de Caixa para controle financeiro para empresas
Exemplo de relatório de Fluxo de Caixa no controle financeiro para empresas

Conclusão

Implantar o controle financeiro na empresa requer disciplina e organização, porém os resultados são imediatos.

Quando você tem um planejamento em mãos e visualiza corretamente toda a situação da sua organização, fica mais fácil ter o controle das finanças e evitar prejuízos.

Nossas dicas ajudaram você a entender melhor como realizar controle financeiro para empresas? Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *